Biografia de Abraham Lincoln – Quem Foi? Principais Frases e Decretos!


Abraham Lincoln foi um dos presidentes mais importantes do Estados Unidos. Um homem determinado e muito inteligente. Em seu mandato, aboliu a escravidão e ainda enfrentou a Guerra Civil.

Quem foi Abraham Lincoln?

Abraham Lincoln foi o 16.° presidente dos Estados Unidos. Nasceu em 1809, no dia 12 de fevereiro, em Kentucky. Foi o primeiro presidente do Partido Republicano. Seu governo durou de 1861 ate 1865, quando foi assassinado. A eleição em que tornou-se presidente levou a grandes manifestações, provocando uma guerra civil.

Infância e juventude

Abraham Lincoln perdeu seu pai quando só tinha 8 anos de idade. E, quando tinha 10 anos, perdeu também a sua mãe. Isso tudo fez com que ele tivesse que lutar e trabalhar muito desde cedo, e passar por muitas dificuldades para se sustentar e conseguir uma educação formal.

Lincoln trabalhou como barqueiro, lenhador,  balconista, trabalhou em uma serraria, além de ter sido chefe dos Correios.


Ao atingir a maioridade, ele operou, em New Salem, um armazém simples. Tornou-se uma espécie de advogado sem ter um treinamento formal, que trabalhava, geralmente, em áreas rurais. Foi o capitão em uma guerra contra os nativos Black Hawk.

Carreira e início na política

Sua carreira política teve início após a guerra contra os nativos Black Hawk. Foi parlamentar por 8 anos por Illinois. Tornou-se o líder do Whig Party que, mais tarde, originaria o Partido Republicano com a maioria de seus membros.

Família de Abraham Lincoln

Lincoln casou-se com Mary Todd em 1842. Ela era de uma família distinta, possuía uma boa educação. Juntos, tiveram quatro filhos. No entanto, somente um deles viveu até a fase adulta, que foi o filho mais velho. Após o casamento, Abraham Lincoln passou a frequentar a igreja Presbiteriana da sua região. Ele era um conhecedor profundo da bíblia.

Abraham Lincoln

Abraham Lincoln, o Presidente dos Estados Unidos

Assim que Lincoln foi eleito para a presidência dos Estados Unidos, já enfrentou o separatismo de 7 estados escravistas da região sul, que foram os responsáveis por formar os Estados Confederados da América. Lincoln agiu com firmeza, ratificou a soberania nacional sobre esses estados rebeldes, não reconheceu a guerra, e ainda sugeriu a reconciliação. O presidente assegurou que eles nunca dariam início a uma guerra. Os confederados, no entanto, tomaram o Forte Sumter.

Quando Lincoln assumiu o governo, ele tinha pouco apoio da opinião pública. Além de não ter um exército e muito menos recursos. No início, após uma grande luta, conseguiu armar apenas sete mim soldados. Porém, como era uma pessoa de muita fé, com uma enorme determinação, em apenas 1 ano ele conseguiu duplicar o seu exército, conseguir recursos e ainda organizar a Marinha.

Durante a guerra civil

Os Confederados, que nessa altura já tinham a sua situação consolidada, pois haviam conseguido a adesão de mais quatro estados, chegaram até a Pensilvânia, em 1863, e ameaçaram Washington. Foi então que teve início, no dia 3 de julho desse mesmo ano, a

batalha de Gettysburg. Vencida pelas forças da região norte.

Proclamação de emancipação

Abraham Lincoln assinou a Proclamação da Emancipação no ano de 1863, no dia 1 de janeiro. Com a emancipação, a liberdade dos escravos dos estados confederados estava assegurada. Isso abriu o caminho para a escravidão fosse abolida no país todo.

Principais decretos de Abraham Lincoln

Confira abaixo alguns dos decretos de Abraham Lincoln:

– Caberia ao Congresso escrever as leis. Já a função do Executivo seria aplicá-las.

– Em 1862, Lincoln assinou o projeto de colonização do Oeste, a Lei da Propriedade Rural, em que concedia 65 hectares para aqueles que cultivassem a terra durante cinco anos. Isso atraiu muitos europeus.

– Duas medidas que aumentariam a arrecadação do governo: um novo imposto de renda e as tarifas.

– O feriado de Ação de Graças nos EUA estão é de responsabilidade de Abraham Lincoln. Antes, o feriado acontecia em datas esporádicas. Ele declarou, em 1863, que a última quinta feira do mês de novembro daquele mesmo ano como sendo, oficialmente, o dia de Ação de Graças.

Últimos anos de vida e sua morte

Abraham Lincoln sentado

Abraham Lincoln era reconhecido por ser um dos presidentes dos Estados Unidos mais importantes da história. Possuía uma enorme capacidade de liderança, e governou com sabedoria o país em um dos seus momentos mais difíceis da história.

Foi assassinado por John Wilkes Booth, no dia 14 de abril de 1865, no Teatro Ford, localizado em Washington. O assassino era um simpatizante da causa dos Estados Confederados, inconformado pela derrota na guerra civil. O assassino ficou 12 dias foragido, e foi morto na Virgínio.

Frases de Abraham Lincoln

  • “Podeis enganar toda a gente durante um certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente.”
  • “Eu entendo que um homem possa olhar para baixo, para a terra, e ser um ateu; mas não posso conceber que ele olhe para os céus e diga que não existe um Deus.”
  • “Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.”
  • “Não criarás prosperidade se desestimulares a poupança. Não criarás estabilidade permanente baseada em dinheiro emprestado. Não evitarás dificuldades financeiras se gastares mais do que ganhas. Não poderás ajudar os homens de maneira permanente se fizeres por eles aquilo que eles podem e devem fazer por si próprios.”
  • “Não fortalecerás os fracos, por enfraqueceres os fortes. Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga. Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.”
  • “Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem levam em consideração as condições dos animais.”
  • “É dificil tornar infeliz o homem que se sente digno e louva o grande Deus que o criou.”
  • “O tempo não espera por homem nenhum.”
  • “Não estou eu destruindo meus inimigos, quando os transformo em amigos?”
  • “Quando pratico o bem, sinto-me bem; quando pratico o mal, sinto-me mal. Eis a minha religião.”
  • “É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do quer falar e acabar com a dúvida.”
  • “Para você que está chegando agora, criticando o que está feito, deveria estar aqui na hora de fazer. Não sejas um especialista em usar a crítica ao que está feito como pretexto para nada fazer. Assina, aquele que fez, quando no momento de fazer, não sabia-se como.”