Biografia de Anita Malfatti – Quem Foi? Principais Obras e Pinturas!


Conheça um pouco mais sobre a vida e a história de Anita Malfatti. Foi uma importante artista, enfrentou polêmicas, participou da Semana da Arte Moderna e muito mais. Era considerada uma visionária modernista. Ela representou um verdadeiro ícone de renovação, possuía uma mentalidade moderna.

Quem foi Anita Malfatti?

Anita Catarina Malfatti, ou simplesmente Anita Malfatti, era uma importante pintora, professora e desenhista brasileira. Nascida em São Paulo, no dia 2 de dezembro do ano de 1889. Ela faleceu no dia 6 de novembro de 1964. Assim que entrou na escola, já se interessou por aprender a ler e a escrever, além de começar a algumas linhas demonstrando grande habilidade. Interessava-se me livros e revistas, com o que se divertia.


Biografia resumida

Seu pai era o engenheiro italiano Samuel Malfatti, e sua mãe se chamava Betty Krug. Anita teria nascido com uma atrofia em seu braço direito. Por isso, precisou desenvolver as habilidades com a mão esquerda. Ela contava com o apoio de uma governanta para isso.

Anita estudou na Escola Americana, no Colégio de Freiras São José, e no Mackezie College. Após a morte do seu pai, a sua mãe passou a dar aulas de línguas e de pintura. Foi estudar na Europa em 1910, após o seu padrinho e seu tio ajudarem. Sua primeira exposição individual, que não teve muito destaque, na “Casa Mappim”.

Anita Malfatti na semana da arte moderna

A semana da arte moderna aconteceu entre os dias 11 a 18 de fevereiro de 1922. Anira Malfatti expôs 20 de suas telas. Dentre elas, uma que se destacou foi “O Homem Amarelo”.

Anita Malfatti em fotografia

Principais obras de Anita Malfatti

Confira abaixo uma relação com as principais obras de Anita Malfatti:

  • – 1909 – Burrinho Correndo
  • – 1915 – O Barco
  • – 1915 – A Estudante Russa
  • – 1915 – O Farol
  • – 1916 – Uma Estudante
  • – 1916 – O Japonês
  • – 1916 – O Homem de Sete Cores
  • – 1916 – A Mulher de Cabelo Verde
  • – 1916 – A Boba
  • – 1916 – O Homem Amarelo
  • – 1917 – A Ventania
  • – 1917 – Tropical
  • – 1917 – A Onda
  • – 1917 – Paisagem
  • – 1922 – A Chinesa
  • – 1922 – As Margaridas de Mário
  • – 1922 – Natureza Morta – Objetos de Mario
  • – 1926 – Paisagem dos Pirineus

Características de suas obras

Confira algumas das características de suas obras:

  • – Vigor das formas e cores;
  • – Economia de traços;
  • – Perturbação de algumas figuras;
  • – Quebra dos padrões,
  • – Grande originalidade.

Anita Malfatti X Monteiro Lobato

Anita Malfatti e Monteiro Lobato protagonizaram um grande escândalo. Em 20 de dezembro de 1917, Monteiro Lobato criticou a exposição de Anita em seu artigo “Paranoia ou Mistificação?”, publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo. A polêmica causada acabou por afastar os seguidores modernistas da artista. Confira abaixo a crítica feita por Monteiro Lobato:

“Há duas espécies de artistas. Uma composta dos que vêem normalmente as coisas(..) A outra espécie é formada pelos que vêem anormalmente a natureza e interpretam-na à luz de teorias efêmeras, sob a sugestão estrábica de escolas rebeldes, surgidas cá e lá como furúnculos da cultura excessiva. (…) Embora eles se dêem como novos, precursores de uma arte a vir, nada é mais velho do que a arte anormal ou teratológica: nasceu com a paranóia e com a mistificação.(…) Essas considerações são provocadas pela exposição da senhora. Malfatti onde se notam acentuadíssimas tendências para uma atitude estética forçada no sentido das extravagâncias de Picasso e companhia”.

Imediatamente, a elite paulistana rejeitou os trabalhos da artista, pois o autor tinha o apoio do estado, que confiava muito em sua opinião e no seus gostos pessoais. A crítica causou a devolução de muitos quadros de Anita, tentativas de agressão, escândalos, e a mostra acabou sendo fechada antes do previsto.

Curiosidades

Anita Malfatti já idosa

Confira algumas das curiosidades sobre essa artista tão importante:

– Considerada como a primeira representante do modernismo brasileiro.

– Casou-se com Mário de Andrade e, juntos, os dois fizeram parte do “Grupo do cinco”, o qual era composto por Mario de Andrade, Anita Malfatti, Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral e Menotti Del Picchia.

– Anita Malfatti formou-se como professora pela escola normal.

– Aos 13 anos de idade, Anita tentou se suicidar em um trilho de trem, perto da estação Barra Funda, região de São Paulo onde vivia.

Pergunta dos leitores

Anita Malfatti pertenceu ao Modernismo ou Expressionismo?

Os primeiros trabalhos produzidos por Anita foram marcados por influência dos movimentos de vanguarda europeu mais importantes do período: Expressionismo e o Cubismo. Porém, as suas obras são de grande importância para entendermos o modernismo brasileiro.