Quem Foi Arquimedes? Principais Obras e Curiosidades! – Biografia


Arquimedes de Siracusa foi um dos mais importantes matemáticos, engenheiros, físicos, astrônomos e inventores da humanidade. Nascido na Grécia, há poucos detalhes registrados sobre a sua vida. Porém, são suficientes para que Arquimedes seja considerado um dos maiores cientistas da Antiguidade Clássica.

Quem foi Arquimedes?

Como já mencionado Arquimedes foi um importante matemático, engenheiro, físico, astrônomo e inventor. É considerado o maior e mais importante matemático da era antiga e um dos mais importantes de todos os tempos. Juntamente ao lado de Euler, Newton e Gauss.

Entre suas contribuições à Física mundial, destacam-se as fundações da estática e da hidrostática. Foi ele quem descobriu, por exemplo, a Lei da Alavanca, a Lei do Empuxo, entre outras.

Arquimedes ainda foi o inventor de vários tipos de maquinários para o uso civil e militar. Isso inclui a invenção de bombas de parafuso, armas de cerco, entre outras ferramentas. Historiadores apontam que o inventor, para proteger a sua cidade, desenvolveu máquinas capazes de elevar navios inimigos para fora da água. Além disso, colocava-os sob chamas, usando conjuntos de espelhos.


Juventude e vida adulta

Arquimedes teria nascido em 287 a.C.na colônia grega de Siracusa. Teria sido filho de Fídias – um  astrônomo grego. Seu pai reunia, em sua residência, os mais importantes nomes de filósofos e cientistas da época.

Ainda adolescente, ele estudou na Escola de Matemática de Alexandria. Na época, a instituição se tratava de um dos mais importantes centros intelectuais de todo o mundo. Na  escola, teve a oportunidade de ter contato com o que havia, na época, de mais avançado na área da ciência.

Também conviveu com importantes e renomados astrônomos e matemáticos. Entre eles: Eratóstenes de Cirene – o cientista e matemático que desenvolveu o primeiro cálculo da circunferência do planeta Terra.

Depois de sua passagem pela Escola de Matemática de Alexandria e de volta para a sua cidade natal, começou colocar em prática os diversos projetos que aprendera. Arquimedes alcançou à ideia da gravidade específica – que fora denominada, posteriormente, como o “Princípio de Arquimedes”.

Neste importante princípio concebido, ele afirmara que “qualquer corpo mais denso que um fluido, ao ser mergulhado neste, perderá peso correspondente ao volume de fluido deslocado”. Arquimedes passa, então, a comparar diversos pesos de volumes de materiais com o peso de água correspondente.

Arquimedes pensando

Juventude e vida adulta – Parte 2

Também foi o inventor do dispositivo em espiral para elevar a água, conhecido, depois, como o “Parafuso de Arquimedes”. O projeto consiste em um tipo de mola em espiral. E ajustada dentro de um cilindro girando, coloca a água para subir.

Arquimedes ainda desenvolveu diversas fórmulas de áreas, superfícies e volumes de esferas, como fórmulas para cilindros.

Depois desses inventos, Arquimedes retorna às suas criações encomendadas por engenhos de guerra. Teria desenvolvido, na época, a  alavanca que permitia mover cargas pesadas.

O conhecimento do cientista sobre alavancas foi amplamente utilizado em catapultas. Certa vez, Arquimedes declarou: “Deem-me um ponto de apoio e uma alavanca e eu moverei a terra”. O inventora ainda desenvolveu grandes espelhos. Esses serviam para dirigir raios solares sobre velas dos navios inimigos – colocando fogo sobre eles.

Além disso, criou enormes gruas para emplacar e virar embarcações de inimigos.

Áreas de estudo de Arquimedes

Ele de dedicou ao estudo das áreas da Matemática, Física, Engenharia e Astronomia. Foi responsável por diversas descobertas e projetos que são utilizados até os dias de hoje.

Invenções de Arquimedes

Como já mencionado, foi o responsável por diversas e grandes invenções e descobertas. Entre elas estão: a roldana, o parafuso e as rodas dentadas.

Foi também Arquimedes quem descobriu o Princípio da Hidrostática. Hoje o princípio é chamado de “Princípio de Arquimedes” – uma das suas mais importantes descobertas. Esse princípio se baseia na ideia de que qualquer corpo, quando mergulhado em  água, perde parte de seu peso igual ao peso do volume da água que o desloca.

Conta-se que ele fez essa importante descoberta quando se banhava em sua banheira. Ele saíra gritando : “Eureka! – palavra grega, que em português significa Achei!

Com essa importante descoberta, ele tornou-se mais simples e fácil determinar o peso dos corpos submersos em água.

Principais obras de Arquimedes

Arquimedes, além de suas importantes invenções, produziu diversas obras – em sua maioria de conteúdo técnico. Entre as principais obras de Arquimedes, destacamos:

  • “Da esfera e do cilindro” (Livros volume I e II): escritos dele, que abordam os resultados de algumas de suas descobertas, como o cálculo da área lateral do cilindro e do cone.
  • “Dos conóides e dos esferóides”: publicação que trata dos sólidos, que hoje designamos como elipsóide de revolução, parabolóide de revolução e hiperbolóide de revolução.
  • “Das espirais”: estudo monográfico sobre a curva plana, que, atualmente é conhecida como “Espiral de Arquimedes” e que aborda a combinação de movimentos de translação e rotação.
  • “Da medida do círculo”: obra com apenas 3 proposições, que revela a mente matemática que possuía Arquimedes. Trata-se de uma espécie de ostentação técnica, onde se combinam de forma admirável a matemática exata e a aproximada, a geometria e a aritmética – impulsionando para uma nova direção o clássico dilema da quadratura dos círculos.
  • “Quadratura da Parábola”: escrito sobre o 1 º  exemplo de quadratura. Ou seja, determina o  polígono equivalente de uma figura plana mistilínea e o segmento de uma parábola.
  • “O Arenário”: estudo de Arquimedes, onde ele intercala um sistema de numeração próprio com uma série de considerações astronômicas de imensa importância histórica.

Outras importantes obras de Arquimedes

Arquimedes

  • “Do equilíbrio dos planos”: 1 º tratado científico sobre estática. Aborda os centros de gravidade de diversos polígonos, a alavanca e de outras figuras e elementos.
  • “Dos corpos flutuantes”. (Livro volumes I e II):  obra que agrega as bases da ciência da hidrostática.
  • “Do método relativo aos teoremas mecânicos”: aqui se aproxima dos nossos atuais conceitos sobre cálculos integrais.
  • “O Stomachion”: trata-se de um jogo de fundo geométrico, com uma espécie de quebra-cabeças, constituído por peças poligonais, que formam um retângulo.
  • “O problema dos bois”: importante obra sobre a teoria dos números.

Morte e últimos anos de vida

Não existem registros oficiais sobre os últimos anos de vida. Conta-se somente que suas últimas palavras foram: “Não perturbe meus círculos”. Porém, ainda assim, não se tem certeza de que Arquimedes teria pronunciado tais palavras, pois elas não aparecem nos relatos de Plutarco.

Arquimedes fora morto em 212 a.C., pelas mãos de um soldado romano, ao se recusar a abandonar um problema matemático, sobre o qual trabalhava e estudava.

Curiosidades

Agora que você sabe um pouco sobre a vida e as obras, confira algumas curiosidades sobre o cientista:

  • Arquimedes foi o 1 º a descobrir as leis das alavancas e das roldanas, além de descobrir o motivo pelo qual as embarcações flutuavam sobre as águas
  • Não existem registros do nome completo de Arquimedes. O nome dele é uma forma de homenagear a cidade natal do cientista, Siracusa
  • Não existiu, na época, nenhum só assunto importante para a ciência no qual Arquimedes não tenha sido convidado a dar o seu ponto de vista
  • O pai dele também fora astrônomo, porém, de pouco destaque.
  •  Nascera em uma família abastada e de aristocratas, tendo sido amigo do rei Heron
  • Ele gostava de máquinas e, por isso, inventou diversas engenhocas úteis, como aparelhos de bombear água – usados até hoje, além de catapultas de guerra
  • Na área da Matemática, Arquimedes desenvolveu cálculos para determinar áreas de diversas figuras, como: parábolas,  elipses e cilindros.