Biografia de Castro Alves – Quem Foi? Principais Obras e Curiosidades!


Castro Alves foi um grande poeta brasileiro. Se reconhecia como um poeta social, devido ao seu anseio por justiça a favor dos escravos. Combatia a escravidão em suas obras, fato que lhe rendeu o título de Poeta dos Escravos.

Quem foi Castro Alves?

Castro Alves, também conhecido como “O Poeta dos Escravos”, foi um poeta brasileiro que usou a sua poesia para demonstrar sua insatisfação com os problemas sociais enfrentados em seu tempo. Além de falar de amor em suas poesias, também as usava para clamar pela liberdade dos escravos e denunciar a crueldade que cercava os escravos.

Biografia de Castro Alves

pintura de Castro Alves

Castro Alves nasceu no dia 14 de março de 1847, na vila de Curralinho, na Bahia. Seu pai era o médico e professor da Faculdade de Medicina de Salvador, Antônio José Alves. E sua mãe era Clélia Brasília da Silva Castro. Em 1853, Castro Alves e sua família se mudaram para Salvador.  Suas primeiras poesias foram feitas aos 17 anos.


Foi colega de Rui Barbosa no Ginásio Baiano e, desde cedo, demonstrou-se apaixonado pela poesia. Sua mãe faleceu em 1859. Em 1862, perdeu também o seu pai. Casou-se com Maria Rosário Guimarães e mudou-se para Recife. No ano de 1863, o seu primeiro poema, “A Primavera”, foi publicado.

Era um poema contrário à escravidão. Machado de Assis foi o responsável por ajudar Castro Alves a ingressar no meio literário. No ano de 1870, ele publicou o seu único livro editado ainda em vida, intitulado “Espumas Flutuantes”, em Salvador.

Castro Alves faleceu no ano de 6 de julho de 1871, vítima de tuberculose, com apenas 24 anos na época. Suas obras tiveram grande influência do grande poeta francês chamado Victor Hugo. Ele foi um homem de vários romances, o que lhe inspirava no momento de produzir os seus poemas.

Embora suas grandes obras sejam no âmbito literário, Castro Alves também foi pintor. É possível encontrar algumas de suas obras no Museu Histórico Nacional. No entanto, não se fala muito sobre esse assunto.

Características de suas obras

A linguagem usada por Castro Alves é, por essência, romântica. Estilo eloquente, poesia condoreira, verbalista, sensualista. Faz uso constante de hipérbole. Castro Alves era um poeta comprometido com o abolicionismo

Principais obras de Castro Alves

Veja abaixo algumas das principais obras de Castro Alves:

  • 1863 – A Canção do Africano
  • 1866 – Gonzaga ou a Revolução de Minas
  • 1869 – O Navio Negreiro
  • 1870 – Espumas Flutuantes
  • 1873 – A Cachoeira de Paulo Afonso
  • 1883 – Os escravos
  • 1921 – Hinos do Equador, edição de Obras Completas

Grandes frases e poemas

Grandes frases de Castro Alves

  • “Ai! Que vale a vingança, pobre amigo. Se na vingança, a honra não se lava?”
  • “Dizem.. que nós passamos a vida toda procurando nossa metade, como seres parcialmente vivos, e só nascemos e vivemos de verdade, quando às encontramos!”
  • “Meus filhos – alimária do universo, Eu – pasto universal.”
  • “Tu és a estrela vésper que alumia aos pastores das arcádias dos fraguedos.”
  • “A praça é do povo como o ceú é do condor.”
  • “Que vale um ramo de alecrim cheiroso, que lhe atira nos braços ao passar, vai espantar o bando bulicoso das borboletas que lá vão pousar.”
  • “Levo a vida sorrindo, embora me custe lagrimas.”
  • “O destino escolhe quem vamos encontrar pela vida, as atitudes decidem quem permanecerão nela.”
  • “Sorte é o que resta quando não se tem fé.”
  • “Bendito aquele que semeia livros e faz o povo pensar.”
  • “Radical intransigente, polêmico intermitente e louco inteligente! É assim que me vejo!Refletindo sempre, afinal tudo é espelho.”
  • “Tape os ouvidos quando algum idiota disser que seu sonho é impossível… Seu coração pode escutar, e sua alma pode se irradiar dessa energia negativa!A missão de um frustrado é multiplicar a espécie; a nossa é provar que sonhos são metas!”
  • “Nossa felicidade é como um insulto aos infelizes.”

imagem de Castro Alves

Principais Poemas de Castro Alves:

  • Amar e Ser Amado;
  • Hinos do Equador;
  • A Canção do Africano;
  • Adormecida;
  • As Duas Flores;
  • O Coração;
  • O Navio Negreiro;
  • A Cachoeira de Paulo Afonso;
  • Amemos! Dama Negra;
  • Espumas Flutuantes;
  • O Adeus de Teresa;
  • O Laço da Fita;
  • Minhas Saudades;
  • Vozes da África,
  • Os Anjos da Meia Noite.

Pergunta dos leitores

Castro Alves pertenceu ao romantismo?

Castro Alves pertenceu à 3º geração do Romantismo no Brasil.