Quem Foi Vladimir Lenin? Quais Suas Obras? Principais Ideias e Frases!


Vladimir Lenin, um fervoroso revolucionário, líder da Revolução Russa do ano de 19147. Foi uma figura muito importante e que enfrentou tudo para que suas transformar a vida de muitas pessoas. Conheça um pouco mais sobre esse grande líder.

Quem foi Vladimir Lenin?

Vladimir Lenin, ou Vladimir Ilyitch Ulianov, é considerado como um dos personagens principais da Revolução Russa de 1917. Era líder do Partido Comunista. Revolucionário russo. Ele nasceu no dia 22 de abril de 1870, em Simbirsk, Rússia. Vinha de uma família de 6 filhos. Lenin, desde muito cedo, esteve próximo de ideologias políticas.

Sua maior influência teria sido o seu irmão Alexandre Uilánov. Ele fazia parte de um grupo de estudantes niilistas, aos 21 anos de idade, em São Petersburgo. Alexandre Uilánov fazia parte de um grupo chamado Pervomartovtsi, de extrema esquerda. Esse grupo foi responsável por tentar assassinar czar Alexandre III. O irmão de Lênin foi preso com o restante do grupo e condenado a morte. Na época, Lênin tinha 17 anos de idade. E ficou chocado com o que acontecera.

Juventude e início político

No mesmo ano que o irmão de Vladimir Lênin morreu, ele se mudou para Kazan para estudar Direito. Foi então que ele começou a ter contato com as ideologias que seriam um verdadeiro marco para as suas ações mais tarde. Ele se tornou um marxista. Ao se formar em Direito, ele passou a se dedicar aos estudos sobre os problemas econômicos que a Rússia enfrentava. Ele usou como base o que Marx e Engels haviam deixado escrito.


vladimir lenin em um cartaz do comunismo

Ideologias políticas

Lênin era um marxista muito fiel. Para ele, a sua interpretação de Marx era a única ortodoxa e autêntica. Seguindo a sua perspectiva marxista, o mundo conseguiria chegar ao comunismo puro, se tornaria uma sociedade sem classes e até mesmo sem Estado. E que os trabalhadores seriam libertados da exploração e da alienação. E que ainda teriam o direito de controlar o seu destino. Para ele, a forma como ele estava liderando a Rússia daria condições para que essa sociedade, a qual ele idealizava, se tornasse realidade.

Vladimir Lênin era um defensor fervoroso da revolução mundial e um internacionalista. Para ele, as fronteiras nacionais eram um conceito ultrapassado. Ele acreditava que as nações tinham o “direito à autodeterminação”. Para Lênin, a democracia representativa de países capitalistas era usada para dar uma falsa ilusão democrática. E, enquanto isso, permanecia a ditadura da burguesia.

Atos e obras revolucionários de Lenin

Vladimir Lênin passou a seguir o marxismo e a combater os populistas. Depois que se formou, ele morou por um período na Suíça. Ao voltar para a Rússia, decidido a fundar o Partido Social Democrata Russo, ele acabou sendo preso e foi exilado na Sibéria, onde ficou com 3 anos.

Lênin foi quem organizou o Partido Comunista da Rússia. Ele se opunha de forma clara ao patriotismo burguês. Exigia que fossem denunciados os tratados de aliança feitos com os imperialistas. Quando desembarcou em Petrogrado, Lênin bradou o proletariado para ele não confiasse no governo provisório de coalisão de classes.

Ele, então, se posicionou a favor de que houvesse uma segunda revolução russa, que seria uma revolução proletária, com o apoio de grande parte dos camponeses pobres. A intenção era destruir a velha máquina do Estado, tirar o poder dos capitalistas e dos latifundiários e transferir para um governo que fosse para os camponeses e para os trabalhadores.

Governo de Vladimir Lenin

fotografia de lenin

Quando chegou ao poder, os então revolucionários de outubro fizeram várias mudanças. A ideia era acabar com o alicerce que ainda sustenta a Rússia Czarista. Dentre as mudanças, algumas foram: as forças armadas foram contempladas com uma nova formação, os títulos da nobreza perderam valor, inúmeras indústrias e bancos forma nacionalizados, novas leis reorganizaram as liberdades civis e os operários passaram a participar da gestão das indústrias onde trabalhavam.

Morte de Lenin

No mês de março de 1923, Vladimir Lênin sofreu AVC pela terceira vez, tendo perdido a capacidade de falar. Ainda em março, sofreu paralisia parcial no lado direito do corpo, e passou a ter afasia sensorial. No mês de maio, ao que tudo indicava, estava se recuperando de forma lenta.

E passou a ter progressos em sua fala, mobilidade e escrita. No mês de outubro, visitou Moscou e Kremlin. Nas duas últimas semanas, recebeu as visitas de Kamenev, Zinoviev e de Bukharin, sendo que esse último o visitou no dia da sua morte. Vladimir Lênin morreu na sua mansão, no dia 21 de janeiro de 1924, depois que entrou em coma bem no começo do dia. O registro oficial sobre a causa da sua morte informou que ele morreu de uma doença incurável dos vasos sanguíneos.

Seu legado hoje

A influência de Lênin foi global. A sua administração estabeleceu uma estrutura para que o sistema de governo  décadas conduzisse a Rússia por 7 décadas. Além de ter fornecido o modelo também para os estados, liderados por comunistas, que chegaram a cobrir 1/3 de todo o mundo habitado no século XX.