Biografia de Max Weber – Quem Foi? Principais Teorias e Obras!


Max Weber – batizado como Karl Emil Maximilian Weber – foi um grande intelectual, economista jurista e tido como um dos fundadores da Sociologia. Foi uma das personalidades mais evidentes da história.

Quem foi Max Weber?

Como mencionado , Max Weber foi um importante sociólogo e um economista de destaque em todo o mundo. Desenvolveu diversas teorias econômicas e sociológicas. Sua vida foi praticamente toda dedicada a trabalhos científicos. Entre eles, destacando-se suas críticas ao Sistema Capitalista econômico.

Max Weber nasceu na cidade alemã de Erfurt, no dia 21 de abril de 1864. Veio a falecer, vítima de uma forte gripe. em Munique (Alemanha), no dia 14 de junho de 1920.

Juventude e inicio de carreira

Max Weber, nasceu no ano em 1864, na cidade de Erfurt, em Turíngia, na Alemanha. Há poucas referências sobe sua infância.


Sabe-se, entanto, que o intelectual se formou, ainda jovem  em Direito e concluiu doutorado em Economia. Também foi professor da economia da “Universidade de Heidelberg”.

Entre os anos de 1900 e 1918, Weber ficou afastado das aulas devido a problemas de ordem nervosa. Porém, continuou contribuindo com seus conhecimentos nesse período, escrevendo para variados jornais da Alemanha, além de se dedicar a pesquisas.

O intelectual avolumou trabalhos muito importante sobre Sociologia. Weber chegou a ser considerado um dos desenvolvedores da Sociologia Moderna,  juntamente com Durkheim e Marx .

Uma de suas notórias obras, “Economia e Sociedade”, Weber faz um paralelo entre o poder e a política, destacando suas relações de poder. O intelectual considerava que a tese que defende a legitimidade de um poder está legitimidade em outra forma que poder, sendo essas decisivas para concluir de que poder estamos tratando.

Pode-se perceber que a influência do intelectual é bastante grande nos pensamentos do Karl Marx e Emile Durkheim. Vale ressaltar que, no Brasil, muito sociólogos, políticos, historiadores e cientistas se inspiram em as obras de Max Weber.

Max Weber em foto

Ações sociais de Max Weber

Para Max Weber o sociólogo deveria entender o significado das ações sociais. Para o intelectual, os modelos ideais de sociedade podiam ser resumidas 4 ações sociais:

  1. Ação social racional com relação a fins, em que a ação é apenas racional. A finalidade da busca é exclusivamente racional. Essa seria a melhor opção de se chegar a um fim.
  2. Ação social racional com relação de valores. Aqui o fim não orienta a busca, mas sim, os valores, como estético, político, ético ou religioso.
  3. 3. Ação social afetiva, onde a ação é tomada por emoções e sentimentos: loucura, paixão, inveja, a orgulho, etc. . A conduta é movida por sentimentos, tais como orgulho, vingança, loucura, paixão, inveja, medo, entre outros.
  4. Ação social tradicional, cuja motivação pela busca é motivada por hábitos e valores.

Principais Ideias e ideais

Os objetivos dos estudos e pesquisas de Weber tinham como destaque as ações sociais das pessoas, que, segundo ele, eram os indivíduo motivados, por fatores afetivos, racionais ou  tradicionais. Tais ações implicavam nas relações sociais, que eram caracterizadas pela reciprocidade.Ou seja, toda relação sociais recíprocas vinha da relação social.

Para Weber, a sociedade poderia ser entendida por diferentes amplidões: econômica, religiosa, política e jurídica. Cada uma dessas amplidões se baseavam em diferentes e determinadas lógicas independentes. Sendo que cada uma delas resultava em ações específicas e individuais.

Podemos dizer que a metodologia proposta por Max

Weber continha traços histórico-comparativos, já que ele compreendida que era impossível analisar as ações e a própria vida social apenas com método naturais. Nesse ponto, suas ideias iam de encontro com o proposto pelo sociólogo Émile Durkeim.

Para Max Weber, porém, a realidade se tratava se algo infinito e sua análise só era passível de ser feita por meio de fragmentos, das características peculiares de cada sociedade.

O objetivo de Weber era entender pela perspectiva e, não, somente pelo simples ato de observar uma atividade social. Entender as causas e os efeitos de uma determinada ação não compreendiam leis, pois busca seria pela particularidade de um conjunto de características. E por isso, para Max Weber significa que deveria existir uma divisão de valores – que seria o que se pretende em uma análise, de forma que indicaria a pesquisa e maneira imparcial.

Principais Ideias e ideais – Parte 2

Além disso, um dos principais instrumentos de metodologia de Weber era conhecido como o tipo ideal. Isso consistia na intangibilidade e na união de fatores da realidade, onde poderiam se destacar um ou mais pontos de vista. Dessa forma, se ordenaria os acontecimentos, que isolados completavam com quadro semelhante em pensamento.

Esse seria o modelo ideal de Weber. Com essa metologia do intelectual, seria, então, possível comparar fatos observados;

Alguns dos principais conceitos Max Weber eram:

  • Poder – impor sua vontade própria
  • Dominação – relações de poder, com situações de subordinação
  • Política – competição de valores

Teorias de Max Weber

Max Weber em foto

As principais teorias criada por Max Weber foram

  • Teoria da Burocracia
  • A Objetividade do Conhecimento
  • Os Tipos Ideais
  • Teoria da ação social
  • Tipos puros de ação
  • Teoria da Relação Social
  • Estratificação Social
  • Teoria do Poder e da Dominação
  • Tipos Puros de Dominação Legítima
  • Desencantamento do mundo
  • Teoria do Estado

Principais obras de Max Weber

Dentre as principais obras de Max Weber, podemos destacar:

  • O direito agrário romano e sua significação para o direito público e privado
  • A história das companhias comerciais na idade média
  • A objetividade do conhecimento na ciência política e na ciência social
  • O Estado Nacional e a Política Econômica
  • A situação da democracia burguesa na Rússia
  • A ética protestante e o espírito do capitalismo
  • As seitas protestantes e o espírito do capitalismo
  • A transição da Rússia a um regime pseudoconstitucional
  • Ensaios Reunidos de Sociologia da Religião
  • Sobre algumas categorias da sociologia compreensiva
  • A ciência como vocação
  • Parlamento e Governo na Alemanha reordenada
  • Conferência sobre o Socialismo
  • O sentido da neutralidade axiológica nas ciências políticas e sociais
  • Economia e Sociedade