Biografia de Salvador Dali – Quem Foi? Principais Obras e Pinturas!


Salvador Dali foi um importante pintor catalão, reconhecido pelas suas obras surrealistas e simbolistas. Os trabalhos do artista chamam a atenção pelas sensacionais combinações de imagens oníricas e bizarras, com excelente qualidade artística e plástica.

Quem foi Salvador Dali?

Como mencionado, Salvador Dalí foi um importante pintor espanhol. Destacou-se pela produção de suas obras simbolistas e surrealistas, produzidas de maneira desconexas e insólitas. Usava um bigode sinuoso, justamente com o intuito de chocar a sociedade da época.

Juventude e início de carreira

Salvador Dalí nasceu no dia 11 de maio de 1904, em Figueres – Catalunha (Espanha). Durante a sua juventude estudou na “Escola de Desenho Municipal”.

No ano de 1919, com apenas 15 anos de idade, o artista já organizou a sua  exposição pública, no Teatro Municipal de Figueres. Já no ano de 1922, mudou-se da Catalunha para a capital para Madri, ingressando na conceituada “Academia de Artes de San Fernando”.


Nessa mesma época, Salvador Dalí já se apresentava com roupas e uma aparência que revelavam sua excêntrica e diferenciada personalidade. O artista mantinha os cabelos longos, usava meias até o meio das pernas, um grande laço em volta do pescoço e calças até os joelhos, além do seu famoso bigode longo.

No ano 1926, aos 22 anos de idade, fora expulso da “Academia de Artes”. O motivo de sua expulsão fora a sua declaração de que ninguém naquela instituição seria capaz de avaliá-lo.

Então, no ano de 1929, foi para Paris. Neste local se tornou um membro oficial do grupo Surrealista – que surgira em 1924. O grupo fazia oposição ao materialismo e ao racionalismo da sociedade do Ocidente.

Uma das inspirações para as valorosas obras de Dalí é o uso do potencial do seu subconsciente como base para a produção de imagens fantásticas, além dos sonhos, que também serviam como ponto de partida para produzir suas telas.

Salvador Dali

No auge da sua carreira

Foi durante os 20 e 30, que Salvador Dalí produziu as suas melhores obras: telas que imprimiam animais, pessoas, paisagens e objetos que se fundiam com composições insólitas e bizarras. Foi o auge da carreira do artista.

Suas produções desconexas estão representadas em telas, como a “Composição Surrealista com Figuras Invisíveis”, do ano de 1936. Na tela, em seu centro há uma paisagem desolada, uma poltrona e uma cama vazias, mas que conservam traços de corpos ausentes. Salvador Dalí batizou a obra de “Método Paranoico-Crítico” -, que se tratava de uma forma de representar o fluxo dos sonhos e do inconsciente.

Suas imagens retratadas eram realmente estranhas – já que tinham os sonhos como inspiração. Porém, eram nitidamente  retratadas e realísticas, de modo que sua pintura se parecia com uma fotografia colorida.

No simbolismo e surrealismo

Salvador Dalí explorou infinitamente o Simbolismo em suas obras. Alguns exemplos disso são os relógios fundidos, que aparecem na tela “A persistência da memória”. A concepção dos relógios representam simbolicamente o seu funcionamento. A obra foi finalizada quando o artista observou um pedaço de queijo derretendo. Assim uniu as duas imagens em uma única tela.

O artista também usou bastante a corrente do Surrealismo em suas obras – tanto que o artista é considerado o “Mestre a Arte Surrealista”. O artista chegara a afirmar que suas obras eram fotografias de sonhos pintadas pelas suas mãos.

Salvador Dalí é considerado um dos grandes nomes – se não o maior – da vanguarda surrealista. O artista sempre causou  polêmicas, chegando a ser expulso pelo líder e fundador do movimento André Breton – por motivações e interesses políticos distintos.

Salvador Dalí chegara a afirmar que: “A diferença entre os surrealistas e eu é que, na verdade, eu sou surrealista”.

Seus ideais políticos

Salvador Dalí sempre se interessou por política. Durante a sua juventude, aderiu aos ideais do anarquismo e do comunismo. Apesar do fato de que em seus escritos, o artista conta anedotas, fazendo declarações políticas radicais e chocantes aos ouvintes de qualquer ideologia política.

Porém, com o passar dos anos a lealdade e os ideais políticos de Salvador Dalí mudaram. Isso pode ser confirmado em seu livro, do ano de 1970, onde Salvador Dalí se declarara como monarquista e anarquista.

Principais obras de Salvador Dali

Salvador Dalí produziu mais de 1.500 pinturas. Porém, entre as principais obras de Salvador Dali, podemos destacar:

Salvador Dali na foto

  • Persistência da Memória (1931)
  • A Velhice de Guilherme Tell (1932)
  • Os Primeiros Dias da Primavera (1929)
  • Canibalismo de Outono (1936-1937)
  • Premonição da Guerra Civil (1936)
  • O Sono (1937)
  • Telefone Lagosta (1936)
  • Metamorfose de Narciso (1937)
  • Girafa em Chamas (1937)
  • Poesia das Américas (1943)
  • A Face da Guerra (1940)
  • A Tentação de Santo Antônio (1946)
  • A Cesta do Pão (1945)
  • Leda Atômica (1949)
  • Os Elefantes (1948)
  • Relógio Derretendo (1954)
  • Cristo de São João da Cruz (1951)
  • Natureza-Morta Viva (1956)
  • A Última Ceia (1955)
  • A Descoberta da América por Cristóvão Colombo (1959)
  • Rosa Meditativa (1958)
  • Toureiro Alucinógeno (1970)
  • A Pesca do Atum (1967)
  • Gala Contemplando o Mar (1976)

Maiores obras do Salvador Dali

Algumas das maiores obras de Salvador Dali são:

  • Relógio Derretendo (1954)
  • A Última Ceia (1955)
  • Persistência da Memória (1931)
  • A Descoberta da América por Cristóvão Colombo (1959)
  • Gala Contemplando o Mar (1976)
  • Os Primeiros Dias da Primavera (1929)

Morte e últimos anos de Salvador Dali

No ano de 1939, Salvador Dali foi expulso do grupo dos surrealistas, pelo escritor André Breton. O escritor não se limitou à expulsão, chegou também a criar um anagrama contendo o nome de Salvador Dalí e seu eventual apetite por dinheiro e reconhecimento financeiro de suas obras.

Com o início da 2 ª Segunda Guerra Mundial, o artista se mudou para os Estados Unidos – permanecendo no país durante 8 anos, perdendo totalmente e de vez o seu pudor. Salvador Dalí produziu obras de pessoas ricas e famosas, apenas para ter destaque em colunas sociais de jornais.

O artista ainda produziu cenários para peças de teatro e obras de cinema, como no filme “O Cão Andaluz”, além de ilustrações, gravuras, murais e até fachadas para lojas de joias. Também fez a escultura do busto de Dante, no ano de 1965.

Salvador Dali vem a falecer no dia 23 de janeiro de 1989, em Figueres, na Espanha. O artista morreu devido a uma crise de insuficiência cardíaca.