Biografia de William Shakespeare – Quem Foi? Principais Obras e Frases!


Importante dramaturgo inglês,  William Shakespeare é um poeta de fama mundial, sendo considerado um dos mais importante da literatura mundial.

Então, para saber um pouco mais sobre ele, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre William Shakespeare. Vamos lá?!


Quem foi William Shakespeare?

William Shakespeare nasceu em 1564, não se sabe bem o dia, mas seu batismo ocorreu no dia 26 de abril. Ele foi um grande poeta, dramaturgo e ator inglês, sendo considerado o maior e mais influente escritor e dramaturgo do mundo.

Ele é comumente chamado de poeta nacional da Inglaterra e as suas obras perduram até os dias de hoje.

uma pintura de William Shakespeare

Juventude e inicio de carreira

William Shakespeare era filho de um luveiro bem sucedido chamado John Shakespeare, que também era subprefeito de Strarford. A sua mãe era Mary Arden, filha de um proprietário de terras muito influente.

A data do seu nascimento é incerta, mas se admite que é dia 23 de abril de 1564 baseado na data do seu batismo. Ele era o terceiro filho entre 8 irmãos, sendo o mais velho a sobreviver.

Ele foi educado em um excelente instituto de preparação para a Universidade. Porém, existem histórias que dizem que seu pai teve que tirá-lo dessa escola aos 15 ou 16 anos de idade.

Isso porque John teve uma queda econômica e ficou impossibilitado perante seus credores e a sociedade. Acredita-se que é por isso que William Shakespeare teve uma formação incompleta. Há ainda alguns estudiosos que afirmam que ele teve que trabalhar desde cedo para ajudar a família, aprendendo até a abater carneiros.

Quando tinha 18 anos ele se casou um uma mulher de 26 chamada Anne Hathaway, que estava grávida. Estudiosos dizem que William Shakespeare almejava uma vida mais prospera ao lado de uma mulher rica. Com a esposa, Shakespeare teve uma filha, chamada Susanna. Depois, conceberam Hamnet e Judith.

Existem poucos registros históricos de William Shakespeare depois do nascimento dos gêmeos. Isso até que ele é novamente mencionado em 1592 na cena teatral de Londres.

Seguindo na carreira teatral

William Shakespeare no teatro

Os momentos de mais oportunidade e destaque de William Shakespeare foram em Londres. Não se sabe ao certo quando ele começou a escrever. No entanto, existem diversas referências de que suas obras foram apresentadas em Londres em 1592.

Acontece é que esse período histórico favoreceu o desenvolvimento artístico e cultural pois a Inglaterra estava sob o reinado da Rainha Elizabeth I. O teatro elisabetano foi muito importante para os ingleses, lembrando que nessa época ele não era só encenado e assistido, mas também lido.

Na época, as companhias de teatro compravam as obras dos seus autores. Depois elas vendiam o repertório para as tipografias. Essas, por sua vez, imprimiam os textos e vendiam aos leitores que liam cada vez mais. Com isso, as obras se tornavam de domínio público.

O que se acredita é que a carreira de William Shakespeare tenha se iniciado por volta de 1580. De acordo com um antigo biógrafo, o autor entrou para a companhia em um cargo pequeno. Logo foi avançando até provavelmente chegar a ser ator.

Existem referências também sobre William Shakespeare ser um cavalariço. Por isso, acredita-se que ele se dividia entre cuidar dos cavalos dos espectadores, atuar e ainda ajudar nos bastidores.

Dizem que o se talento como ator era pouco, o que o inspirou a conhecer mais sobre o funcionamento do teatro. Com isso, o seu dom de poeta foi aflorando e ele começara a escrever peças.

Principais obras de William Shakespeare

As datas e referências sobre a vida de William Shakespeare tendem a ser um tanto imprecisas. No entanto, a sua obra é amplamente conhecida e perdura até os dias de hoje como uma referencia literária no mundo inteiro. Ele possui comédias, livros, peças, poemas e muito mais. Então conheça as principais comédias, tragédias e dramas de Shakespeare:

Obras de comédia que merecem destaque:

  • A Comédia dos Erros
  • Os Dois Cavalheiros de Verona
  • Sonho de Uma Noite de Verão
  • O Mercador de Veneza
  • Muito Barulho Por Nada
  • Cimbelino
  • Noite de Reis
  • Como Quiserdes
  • A Megera Domada


Obras de tragédia que merecem destaque:

  • Romeu e Julieta
  • A Tempestade
  • Júlio César
  • Antônio e Cleópatra
  • Hamlet
  • Otelo
  • Rei Lear
  • Macbeth

Obras históricas que se destacam:

  • Ricardo II
  • Ricardo III
  • Henrique IV – Partes I e II
  • Henrique V
  • Henrique VI – Partes I, II e III
  • Henrique VIII
  • Rei João
  • Eduardo III
  • Na poesia destacam-se os poemas:
  • Vênus e Adônis (1593)
  • O Rapto de Lucrécia (1594)
  • Sonetos (1609)

Características de sua obra

uma pintura de William Shakespeare

A obra de William Shakespeare possui mais de 40 títulos, sendo muito rica e vasta. Essas obras se dividem em tragédias, comédias e peças históricas, além de sonetos e poemas narrativos.

O grande destaque na carreira de William Shakespeare foi, sem dúvidas, na dramaturgia, embora seja muito conhecido e respeitado por sua obra poética.

Durante o tempo, que estima-se que tenha sido de 20 anos, de produção ele abordou temas sentimentais, de amor, questões humanas, políticas e sociais. A sua produção dramática é dividida basicamente em 3 fases:

  • 1ª fase: durou de 1590 a 1602 e escreveu tragédias no estilo renascentista, peças históricas e também algumas poucas comédias.
  • 2ª fase: durou de 1602 a 1610 e focou a sua produção em comédias e tragédias
  • 3ª fase: durou de 1610 a 1616 e produziu peças um pouco menos trágicas, com caráter mais conciliatório.

As peças de maior importância que foram produzidas são essas citadas acima, no capítulo anterior. O incontestável é que a obra de William Shakespeare é muito vasta e completa.

Maiores poemas de William Shakespeare

Como já foi dito, a obra de William Shakespeare é vasta e conta com muitos títulos. Entre eles, podemos encontrar poemas que são reconhecidos mundialmente por sua excelência. Veja abaixo uma lista com os maiores poemas de Shakespeare:

  • Inverno
  • Estações
  • Soneto 23
  • Soneto 53
  • Soneto 10
  • Soneto LXX
  • Amor

A obra Sonetos, de 1609, foi o último trabalho de Shakespeare a ser publicado. Ele contém 154 obras das quais não se sabe ao certo a data. No entanto, as evidências indicam que foram produzidos ao longo de toda a sua vida.

William Shakespeare pintura a óleo

Morte e últimos anos de William Shakespeare

Depois do ano de 1606/7, William Shakespeare passou a escrever obras pequenas que nunca foram atribuídas como sendo suas depois de 1613. Essas 3 foram, talvez, colaborações de dramaturgos conhecidos.

Houve um biógrfo que afirmou que William Shakespeare retornou para Stratford um pouco antes da sua morte. No entanto, naquela época era raro aposentar-se de todo o trabalho, Por isso, Shakespeare continuou visitando Londres.

No ano de 1612 foi testemunha e um processo judicial do casamento de sua filha. Em 1613 comprou uma gatehouse e passou várias semanas em Londres no ano de 1614, junto com seu genro John.

William Shakespeare veio a falecer no ano de 1616, no dia 23 de abril, que é também o dia de seu aniversário. Susanna, sua filha, que era casada com um médico desde 1607. Já a filha Judith havia se casado com um vinificador apenas alguns meses antes da morte do mesmo.

A morte de William Shakespeare ainda envolve mistério até os dias de hoje. Por isso, muitas anedotas surgiram a esses respeito. Uma delas, que mais se difundiu, é a de que o dramaturgo estaria com um forte estado febril por causa da embriaguez.

Legado hoje

William Shakespeare não marcou somente a sua época, mas se faz presente na literatura até os dias de hoje. Isso porque a sua obra é atemporal e possui uma grande influencia na literatura moderna. Além disso, a forma como desenvolve seus personagens é uma de suas principais características, servindo de inspiração para diversos autores.

Pronto, agora você já saber um pouco mais sobre William Shakespeare, sua vida, história, obras, características e seu legado para o mundo. Aproveite essas informações!